Maioria dos adolescentes não relaciona Cristo com cristianismo | Resgate Fm
» » » » » Maioria dos adolescentes não relaciona Cristo com cristianismo

A maioria dos adolescentes de hoje não associam Cristo com o cristianismo. Para eles, a fé tem mais a ver com “fazer a coisa certa” e viver dentro dos limites dos “princípios morais” ensinados por ela. O recente relatório da Associação da Famílias Americanas mostra que há pelo menos três elementos que precisam ser observados atentamente pelos líderes cristãos.

A base do levantamento é o estudo “Soul Searching: The Religious and Spiritual Lives of American Teenagers”, elaborado pelos sociólogos Christian Smith e Melinda Lundquist Denton, da Universidade da Carolina do Norte. O material é resultado de uma investigação abrangente sobre a relação dos adolescentes com a religião, que entrevistou e acompanhou centenas de jovens membros de igrejas evangélicas.

O mesmo material já foi base para o livro Almost Christian, [Quase cristão], de Kenda Creasy Dean, pastora e professora do Seminário Teológico de Princeton.

Mesmo os jovens que frequentam a igreja atualmente sabem muito pouco sobre sua fé, afirma Ed Vitagliano, vice-presidente executivo da Associação. “O cristianismo tem se transformado naquilo que sociólogos chamam de “deísmo terapêutico moralista”, enfatiza Vitagliano. Sendo assim, Cristo não parece estar mais no centro do cristianismo.

Entre os aspectos destacados por ele está o fato de que os adolescentes cristãos relacionam a fé primeiramente com “mera bondade humana”. “Qualquer crente na Bíblia cristã, no entanto, sabe que a bondade não é algo inerentea ao ser humano e, mesmo que fosse, seria insuficiente para obter-se a salvação diante de Deus”, ressalta o estudioso.

Em segundo lugar, os jovens possuem uma visão mais “terapêutica”. Ou seja, estão vendo a igreja mais como uma forma religiosa de terapia que um relacionamento íntimo com Deus.

Para Vitagliano, o discipulado e a ideia de submissão à Palavra foram substituídos pela ideia de que Deus apenas “faz com que eu me sinta feliz”. Isso ficaria claro não apenas nas pregações, mas também nas músicas cantadas durante o período de louvor.

O terceiro ponto digno de nota é que os adolescentes estão defendendo a ideia não bíblica de “deísmo”. “Deus se transformou em um assunto vago e algo difícil de alcançar. Eles veem a Deus como alguém que criou o mundo e definiu uma ordem moral geral, mas não se envolve pessoalmente com os problemas da terra”, acredita.

Entre as questões destacadas pela pesquisa estão o fato de a maioria dos entrevistados dizer que sabem mais sobre artistas da cultura pop que sobre a vida de Jesus.

“O que estamos testemunhando é uma catástrofe espiritual”, resume Vitagliano. “Se não tivermos cuidado, e se não mudarmos a nossa forma de fazer as coisas dentro das quatro paredes das igrejas, pouco imporá o que acontece fora delas”, encerra. Com informações CBN.

Fonte: GospelPrime

Postado Por Resgate Fm

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta