Inglaterra nega status de religião aos jedis | Resgate Fm
» » » » Inglaterra nega status de religião aos jedis

O ‘Jediísmo’ – uma espécie de adoração a elementos específicos narrados na franquia Star Wars – não é considerado uma religião oficial segundo autoridades britânicas. A decisão foi divulgada pela Comissão da Caridade, que rejeitou um pedido para que o Templo da Ordem de Jedi fosse considerado uma instituição de caridade.

A decisão, promovida pelo órgão britânico, tomou como justificativa que “o Jediísmo não promove melhorias éticas ou morais” presentes na legislação vigente no País de Gales ou na Inglaterra. Além disso, ponderou que não apresenta coerência ou seriedade e que não indica uma “melhora moral”.

O Jediísmo começou como uma brincadeira entre fãs de Star Wars no Censo de 2001 ocorrido no Reino Unido. Na ocasião, ateus responderam ironicamente acerca de suas posições religiosas, afirmando que eram seguidoras da Força, um conceito fundamental na ficção original do diretor George Lucas.

Os Jedi, em Star Wars, são um grupo de personagens que representam o lado luminoso da Força, um campo de energia que possui dois lados e múltiplos poderes. A história, em grande parte do tempo, registra a luta dicotômica de Jedi contra os Sith, grupo que representa o lado sombrio do campo.

Segundo publicação do portal Terra, com base em apurações da BBC Brasil, de brincadeira de alguns, outros fãs começaram a levar a sério. “Os Jedis não acreditam em um deus, mas a fé seria na ‘Força’ e no valor inerente de toda vida dentro dela. Eles acreditam na vida eterna através da “Força” e, por isso, não são ‘obcecados no luto por aqueles que morrem’”.

O caso tem suas semelhanças com a Igreja do Monstro de Espaguete Voador, que começou como um protesto e sátira contra o ensinamento de criacionismo em escolas dos Estados Unidos e, hoje, é também conhecida como pastafarianismo. Mas, diferentemente do Jediísmo, conseguiu um status de religião.

fonte: GospelPrime

Postado Por Resgate Fm

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta